Conjunto Marumbi – berço do montanhismo esportivo brasileiro

conjunto-marumbi-parque-estadual-pico-maumbi

Neste artigo abordaremos a história, a conquista, como chegar, as trilhas disponíveis, a flora e fauna, dicas de segurança, opções de acampamento e acomodação e informações úteis sobre o Conjunto Marumbi. Destino imperdível para os amantes da natureza, trilheiros e escaladores.

O Parque

O Conjunto Marumbi é um complexo imponente de montanhas inserido no Parque Estadual do Pico Marumbi, uma unidade de conservação localizada no estado do Paraná, entre os municípios de Morretes, Piraquara e Quatro Barras.

Ampliado em 2007, o Parque Estadual foi criado em 1990 e conta hoje com uma área de aproximadamente de 87,5 KM². Sua criação foi fundamental para a preservação desse ecossistema e para o estabelecimento de medidas de conservação e educação ambiental.

Algumas pessoas, chamam o conjunto de Pico Marumbi, mas ele é composto por nove picos, e cada um com suas características únicas. Possui trilhas íngremes e desafiadoras devido à verticalidade de seus picos. Além de seus exuberantes cumes, o parque também conta com belos vales, rios e cachoeiras.

História e primeiras ascensões

O nome “Marumbi” tem duas possíveis origens: a primeira, de acordo com o tupinólogo Eduardo Navarro, o termo pode vir da língua geral, onde “maromby” significa “rio dos peixes grandes”. Outra teoria decerto, sugere que “marumbi” é uma palavra em língua portuguesa que se refere a uma “lagoa cheia de taboas (planta aquática)”. 

A história das ascensões no Conjunto Marumbi remonta ao século XIX, onde em 21 de agosto de 1879, o farmacêutico e explorador Joaquim Olimpio Carmeliano de Miranda tornou-se a primeira pessoa documentada a alcançar o cume mais alto conhecido hoje como Pico Olimpo. Acredita-se que foi a primeira ascensão com conotação esportiva feita no Brasil sendo portanto, um marco importante para o montanhismo no país.

No ano seguinte, Joaquim retornou acompanhado por quatorze pessoas, dando ainda mais fama ao local como um desafio para os amantes da aventura.

Com o tempo, suas trilhas foram se consolidando, ficando cada vez mais evidente a implantação de recursos de proteção e segurança como grampos e correntes, para acesso aos picos. 

A trilha frontal, aberta em 1942, é uma das principais rotas utilizadas até hoje. A conquista dessas montanhas requer habilidades técnicas e resistência física, no entanto as vistas panorâmicas e a sensação de realização compensam todos os esforços.

Como chegar ao Conjunto Marumbi

estação-marumbi

Estação Marumbi – João Paulo Figueiró, CC BY-SA 4.0

Para chegar ao Parque Estadual do Pico Marumbi, os visitantes podem partir de Curitiba por um trem turístico até a estação Marumbi, localizada dentro do parque. O trajeto de trem é uma experiência espetacular e uma das mais belas do Brasil, oferecendo vistas deslumbrantes da mata atlântica. 

Também é possível chegar ao parque de carro, seguindo pelas rodovias BR-277 ou PR-410, conhecida por “Estrada da Graciosa”. No bairro de Porto de Cima, no município de Morretes pegar uma estrada de terra margeando o rio Nhundiaquara até às propriedades particulares onde se deixa o carro estacionado (estacionamento pago).

A partir dali, é necessário fazer o cadastro na base do órgão gestor do parque (atualmente IAT) e então seguir em caminhada subindo pela estrada de terra até a Estação Marumbi onde se faz necessário novo cadastro, informando qual atração irá visitar.

As trilhas do Conjunto Marumbi

Degraus de grampos para o cume do Olimpo – Jplazaroto, CC BY-SA 4.0

O Conjunto Marumbi é em suma, conhecido por sua beleza cênica deslumbrante e suas formações geológicas impressionantes, onde cada pico possui características distintas e trilhas com níveis de dificuldades diversos.

Com exceção do Morro Rochedinho com seus 625 metros de altitude e trilha fácil, as outras trilhas do conjunto são muito íngremes e sobretudo exigem um bom condicionamento físico e muita atenção à segurança. No entanto, a recompensa é uma vista panorâmica espetacular. 

  • O Pico Olimpo, com seus 1.539 metros de altitude, é o ponto culminante do conjunto e oferece uma vista panorâmica incrível. 
  • A Ponta do Tigre e a Esfinge com suas formações geológicas impressionantes e o Abrolhos com seus 1202 metros, onde se tem a sensação de sobrevoar a estação. 
  • A Torre dos Sinos e Parque do Lineu, com seus imponentes paredões rochosos colados à trilha de um lado e o abismo do outro. 
  • O Rochedinho onde se tem um visual privilegiado do conjunto e trilha fácil de apenas 1:30h de caminhada à partir da estação.
  • Além dos vales, riachos, cachoeiras, mirantes e a própria estação Marumbi que completam essa paisagem de tirar o fôlego e rendem maravilhosas fotos.

Em contrapartida, existem também diversas trilhas proibidas à visitação que foram fechadas para recuperação natural e preservação da biodiversidade local.

Uma dica bem bacana é que geralmente entre 10:30 e 11:00, chega na Estação Marumbi o trem turístico de passageiros que sai às 8:30 de Curitiba. Se você estiver no parque nesse horário, terá a oportunidade de filmar essa chegada nostálgica do trem que também rendem fotos e vídeos muito legais. 

Flora e fauna

Gralha Azul / Nilton Firma, CC BY-SA 4.0

A região é caracterizada por sua vegetação exuberante, incluindo diversas espécies de bromélias, orquídeas e árvores centenárias. 

Quanto à fauna, é possível avistar uma grande variedade de aves, como tucanos, papagaios, beija-flores, e a lindíssima Gralha Azul, ave símbolo do Estado do Paraná. É possível avistar também mamíferos, como capivaras, quatis e bugios. O parque é um verdadeiro santuário ecológico, preservando espécies ameaçadas e contribuindo para a conservação da biodiversidade.

Dicas de segurança ao se aventurar no Conjunto Marumbi

Ao visitar o parque é importante seguir algumas dicas para garantir uma experiência segura e agradável:

  • Certifique-se de estar bem preparado fisicamente, pois as trilhas exigem bastante condicionamento. 
  • É altamente recomendável fazer as trilhas acompanhado de um guia experiente, que conheça bem o local e suas histórias, lhe proporcionando uma experiência enriquecedora e segura. Além de compartilhar informações valiosas sobre a flora, fauna, aspectos geológicos e históricos, tornando sua visita ainda mais significativa. 
  • É importante mencionar que as trilhas do Conjunto Marumbi embora sejam relativamente curtas em distância, são de longa duração e com dificuldade técnica alta devido ao ganho de altitude e elevado grau de risco de quedas em vários trechos. Com exceção do morro Rochedinho, as outras trilhas levam o dia todo para serem concluídas, mesmo iniciando cedo. Tanto que após um determinado horário, é proibido iniciar a caminhada
  • As trilhas possuem vários pontos com correntes, cordas, escadas e grampos auxiliares. Na trilha do Olimpo, em um dos trechos de grampos a inclinação é negativa. Se você não tem experiência em subir montanhas, esteja consciente de que precisa se preparar em ascensões mais fáceis, antes de se arriscar no Conjunto Marumbi. Visitar a estação, o Morro Rochedinho, os rios e cachoeiras próximas, os mirantes, são roteiros que você iniciante pode fazer tranquilamente. Mas os demais picos, para sua segurança, aconselhamos que você tenha experiência em trilhas mais técnicas.
  • Use roupas e calçados adequados e confortáveis. 
  • Leve água e alimentos suficientes. Na Estação Marumbi e nos primeiros metros de trilha, você encontra bastante água e pode coletar nos riachos mas é recomendável a purificação. 
  • Atente-se ao horário que pretende iniciar a caminhada, pois dependendo da trilha, não é permitido iniciá-la com atraso.
  • Leve lanternas e pilhas reservas, pois dependendo do cume visitado e velocidade da caminhada, o retorno pode atrasar e você chegar na estação à noite.
  • Contudo, é importante respeitar as normas do parque, como não fazer fogueiras, não deixar lixo, não perturbar a vida selvagem e não retirar plantas ou animais da área.
  • Atualmente, é proibido acampar dentro do parque.

Opções de acampamento e acomodação ao redor do parque

Até a data de fechamento deste artigo, o camping público encontra-se fechado para reformas. 

Para os aventureiros que desejam passar mais tempo explorando o Parque Estadual do Pico Marumbi, existem opções de acampamento e pousadas disponíveis nas propriedades antes da guarita do IAT.

Independentemente da opção escolhida, dormir cercado pela natureza e acordar com a vista deslumbrante do parque, é uma experiência maravilhosa.

Conclusão

Explorar o majestoso Conjunto Marumbi lhe proporcionará uma experiência que ficará gravada na memória, não só pelo desafio da aventura, mas também pelas suas paisagens deslumbrantes e sua rica biodiversidade, na qual encantam e inspiram todos aqueles que a visitam. 

Siga as dicas de segurança, respeite toda a natureza e biodiversidade do parque e não perca a chance de visitar o complexo de montanhas conhecido como Conjunto Marumbi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima